quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

TEORIA CINÉTICA DOS GASES - 2º ANO

Até o final do século XVIII e início do século XIX, os gases não eram considerados como uma fase de agregação da matéria, ou seja, um estado físico como conhecemos hoje. Isto ocorreu porque os gases eram considerados como “espírito” da matéria (teoria do Flogisto), e foram tratados incontáveis vezes de maneira mística. Foi a partir de estudos de Antoine Lavoisier, que se basearam na conservação das massas, provando assim que o flogisto possuía massa e utilização de recipientes fechados, que a teoria do Flogisto foi derrubada e surgiu então a necessidade de se criar uma teoria que explicasse, de maneira razoável e coerente, o comportamento desta “nova” fase da matéria. Então as observações do comportamento e dos fenômenos que envolviam os gases passaram a ser observados, estudados e teorizados e assim, foi criada a Teoria Cinética dos Gases.

Noções Gerais 

Os gases possuem a propriedade de expansibilidade, isto é, preenchem todo o espaço disponível do recipiente que os contêm. Por outro lado, é possível comprimí-los. Podemos comprovar essa propriedade, ao empurrarmos o embolo de uma seringa, que esteja com a extremidade fechada, reduzindo o volume ocupado pelo gás. Os gases apresentam baixa densidade, em comparação a sólidos e líquidos. Outra propriedade inerente aos gases é que eles são miscíveis entre si em qualquer proporção.

Teoria Cinética dos Gases

1. Os gases são formados por um grande número de partículas. Estas, por sua vez, possuem volumes desprezíveis em relação ao volume do recipiente onde estão contidas.
2. A pressão de um gás é resultado dos choques das partículas com as paredes do recipiente.
3. As partículas que formam o gás se movimentam em todas as direções, numa trajetória caótica e retilínea. Por isso a pressão é a mesma em qualquer região do gás.
4. As colisões entre as partículas que compõem o gás são perfeitamente elásticas. Isto significa dizer que não
há perda de energia cinética.
5. As forças de atração entre as partículas são desprezíveis.
6. A energia cinética média das partículas do gás é diretamente proporcional à temperatura absoluta, que é
responsável pela medida do grau de agitação de um corpo.

Veja o vídeo a seguir e resolva a atividade proposta


Vocês conseguem visualizar o comportamento ideal no gás mostrado? Justifique comparando a Teoria Cinética dos gases com o que foi visto no vídeo.

Levem a questão respondida para a sala e discutiremos as respostas.
Beijos e lembrem-se:

A QUÍMICA SÓ ROLA COM CAROL!

3 comentários:

  1. professora o video não tá abrindo :s

    ResponderExcluir
  2. Êa.... daniel vitta 2°B
    O que acontece no vídeo é o aumento da pressão devido ao aumento do número de partículas do gás no recipiente lacrado(A BOLA). A partir do momento em que aumenta-se a pressão a temperatura também aumenta. Chega a um ponto em que o aumento da pressão e da temperatura é tanto que o recipiente(A BOLA), se rompe.

    ResponderExcluir